segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Fim!

Passei para avisar que o meu sumiço no blog agora é definitivo! 
Eu ainda existo, só não mais por aqui. 
Se precisar é só procurar por mim em outros locais: 

Facebook pessoal
Instagram
(mas só avise primeiro de onde me conhece, pois não costumo adicionar sem conhecer!)

Vou manter o blog ativo por conta das postagens anteriores e qualquer dúvida ou atualização é só falar nos comentários que eu respondo normalmente, ok? Também é possível mandar mensagens diretamente pra mim pela página do Facebook do blog! ;)

Keep the veganism alive!
Foto: Reprodução
.

quarta-feira, 8 de outubro de 2014

Hiato ~

Estou em um período cheio de mudanças na minha vida e por conta disso não estou conseguindo postar nem na frequência nem com a mesma qualidade que eu gosto para manter o blog atualizado. Então, para não ficar só trazendo resenhas de produtos e postagens meio corridas, eu resolvi dar uma parada por aqui.

Não sei ainda quando volto, mas assim que eu puder eu apareço de novo! 
Espero que entendam!  <3


quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Resenha: Condicionador Lippia Alba da Herbía ~

Quem acompanha o blog sabe que eu adorei o Shampoo Lippia Alba da Herbía (Resenha aqui) e que o mesmo entrou pra minha lista de preferidos. Esse ano, durante a Bio Brasil Fair 2014, a Herbía lançou o tão esperado condicionador da mesma linha! A marca me enviou o conjunto da linha Lippia Alba e hoje venho trazer um pouquinho do que achei do condicionador, pois o shampoo só mudou de embalagem, a composição permaneceu a mesma, assim como seu efeito em meu cabelo. :)

Shampoo e Condicionador Lippia Alba da Herbía!

De acordo com a Herbía, todos seus produtos são veganos e feitos com ingredientes naturais (nada de derivados do pretóleo, parabenos, sulfatos e fragâncias!). Na composição do condicionador há vários ativos naturais, como: Óleo de Babaçu, Óleo de Pracaxi, Manteiga de Cupuaçu, Manteiga de Cacau, Extrato Vegetal de Camomila, Extrato Vegetal de Açaí, Hidrolato de Lippia Alba, Óleo essencial de Alecrim, Óleo essencial de Capim Limão, Óleo essencial de Patchouli, Óleo essencial de Lavandin.

Composição do condicionador Lippia Alba da Herbía!

O que achei: Primeiramente, o cheirinho é muito bom, é uma versão mais suave do shampoo! Uma mistura de cítrico e herbáceo, com um toque de alecrim e capim limão. A textura é cremosa, de cor mais branquinha (resultado da combinação de ingredientes dele mesmo, já que a marca não utiliza corantes artificiais em seus produtos). Achei ele bem emoliente, mas não ao ponto de trazer aquele aspecto de "derretimento" do cabelo quando aplicado, sabem? O condicionador da Herbía desembaraça bem e cumpre o seu papel de condicionador, não deixou meu cabelo meio palha ou com aparência de que só usei shampoo. O cabelo após o banho fica bem macio e sedoso e também não fica pesado. Achei que ele rende bem, pois preciso só de uma pequena quantidade pra ter o resultado que eu quero, é menor do que eu usava de condicionadores convencionais, porém por não ter o aspecto de derretimento dos cabelos eu gosto de usar um pouco mais pra garantir que vai desembaraçar direitinho ( uso uma quantidade do tamanho de uma moeda de 25 centavos).Também gostei da embalagem, pois sai somente o necessário do produto e não facilita o desperdício.

Onde encontrar: O condicionador está por volta de 39 a 42 reais (depende da loja!) e você pode comprá-lo na própria loja da Herbía, na Capym Store, na Cheiro de Mato, ou na Beleza do Campo.

Só lembrando que o condicionador pode dar/não dar certo com outras pessoas também. Essa é a minha opinião sincera sobre o produto, no meu gosto e tipo específico de cabelo (raiz oleosa e pontas secas). 

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Salsicha Italian da Tofurky ~

Como muitos já sabem, os produtos da Tofurky estão disponíveis no Brasil e eu estava curiosíssima para prová-los. Para quem não conhece, ela é uma marca bem famosa de produtos alimentícios veganos no exterior e não produz nada com origem animal (aqui tem o FAQ deles e o Vista-se fez uma matéria legal sobre ela aqui).




Eu já estava me preparando pra comprar online e pagar um lindo frete, quando vi que a Mundo Verde de São Carlos - SP tinha vários produtos da marca pra vender (fica a dica, povo de São Carlos e região)! <3 

O que eu mais queria experimentar eram as salsichas, já que nenhuma salsicha vegetal que experimentei  me conquistou muito, então comprei a Salsicha Italian da marca.

Salsicha Italian da Tofurky!



Ingredientes da salsicha Italian da Tofurky!

O que achei: Eu adorei tudo nessa salsicha: a textura, o sabor, o tempero (é apimentado, mas eu gostei!) e achei que é de ótima qualidade! Ao meu ver, é a melhor salsicha de soja que já provei e só por isso vim fazer este post. O preço infelizmente não é dos mais convidativos (paguei R$32,00 no pacote) mas a culpa não é da empresa e muito menos do revendedor, os impostos pesam e muito nesses produtos aqui no Brasil, deixando-os muito mais caros do que realmente são. Também é preciso considerar a qualidade dos ingredientes, querendo ou não, são ingredientes orgânicos e certificados, não tem nem como compará-los aos ingredientes de uma salsicha comum de origem animal que compramos no mercado (aquela que vem cheia de restos de animais, cartilagem, gordura, nitratos...ieca!). Enfim, apesar do preço, creio que vale experimentar e valorizar a gama de produtos veganos que estão surgindo a cada dia para nós! :)

Onde comprar: Você pode encontrar online na loja da Tofurky ou em algumas lojas físicas de produtos naturais e/ou vegetarianos (em São Carlos temos a Mundo Verde!).

domingo, 27 de julho de 2014

Pizza de tomate seco, milho e tofupiry ~

Hoje tem receita! :D
Essa pizza é uma conquista que gostaria de compartilhar com vocês! Consegui convencer a minha família onívora a jantar somente pizza sem crueldade e resolvemos fazer em casa a nossa pizza. Fizemos um dos meus sabores preferidos, o de tomate seco com milho, e por cima colocamos tofupiry. Ficou uma delícia! Minha família adorou o tofupiry, comeu e repetiu e isso pra mim não tem preço! <3

Pizza de tomate seco, milho e tofupiry <3
Ingredientes:
Massa semipronta de pizza (a marca Mezzani é vegana!)
Molho de tomate (refoguei 3 tomates picadinhos no azeite, com cebola, alho e sal)
100g de tomate seco
1/2 lata de milho
Tofupiry (peguei a receita da ChubbyVegan)
Orégano à gosto

Preparo:
Deixe o tofupiry preparado e reserve. Coloque o molho de tomate na pizza, cubra com o tomate seco e o milho e por cima coloque o tofupiry e orégano. Leve para assar por 15 min em fogo médio (210º) e está pronta :D


terça-feira, 1 de julho de 2014

Resenha: Base da Alva ~

Resolvi trazer uma resenha dessa base da Alva já que é umas das bases que mais me adaptei até hoje! A Alva é uma marca alemã de produtos orgânicos e certificados pela Ecocert. As maquiagens da marca pertencem à linha Coleur, que é uma linha inteiramente vegana. A linha é indicada para todos os tipos de pele (até as sensíveis). 

Base Alva nº1 (Light). Vem com 30 ml.
Composição: Aqua, Glycerin, Squalane, Decyl Olive Esters, Cetearyl Alcohol, Cetearyl Olivate, Sorbitan Olivate, Tocopherol, Magnesium Aluminum Silicate, Calendula Officinalis Extract, Chamomilla Recutita (Matricaria) Flower Extract, Glycyrrhiza Glabra (Licorice) Root Extract, Grape (Vitis Vinifera) Leaf Extract, Yeast Polysaccharide, Cetyl Palmitate, Sorbitan Palmitate, Squalene, Macadamia Ternifolia Seed Oil, Camelina Sativa Seed Oil, Oenothera Biennis (Evening Primrose) Oil, Parfum, Benzyl Alcohol, Dehydroacetic Acid, Géraniol, Citronellol, d-Limonene.

A composição da base recebeu nota 2 no EWG (baixo risco à saúde) e isso que ainda considerei o Parfum (que aumenta muito a nota), mas a marca garante que esse ingrediente vem de fontes naturais, diferente de outras marcas que utilizam um monte de fragrâncias sintéticas e mais agressivas à saúde. A Alva também me garantiu que o Squalane (Esqualeno) presente na fórmula é proveniente da Oliva (e não de animais!).
Tons das bases da Alva
Fonte: Flor de magnólia
Comprei a base da cor nº1 (Light), ela é clara com o subtom mais amarelado (como referência, a base é semelhante a NC20 da MAC). Antes de comprá-la mandei email para a Aline da loja Flor de Magnólia perguntando sobre os tons da bases (pois eu tive dificuldade de escolher só com os swatches dos sites que vendem a marca) e ela foi uma fofa, me ajudou muito, tirou algumas fotos dos tons das bases na pele dela e aí tive certeza de que essa era a cor certa para mim. Aliás, um dos únicos problemas que vi dessa base são os tons, pois há pouca variedade e não há opções para peles morenas ou negras, uma pena! Até mesmo nos tons que já existem há uma limitação de cor, não existe uma light com subtom rosado ou uma medium com subtom amarelado, enfim, fica a dica aí para futuras melhorias. Eu felizmente me dei muito bem com o tom/subtom que escolhi :)

Cor e textura da base (luz natural).


O que achei: A base tem uma textura cremosa, a cobertura é leve a média (não cobre perfeitamente as minhas olheiras e manchinhas!), o acabamento é mais luminoso e dá uma aparência de pele hidratada. Eu costumo passar uma camada só, duas eu já acho que fica uma aparência meio pesada. Eu prefiro usá-la mais para balancear o tom da pele e suavizar a vermelhidão que tenho nas bochechas, deixando a pele mais homogênea. Ela seca rápido, mas achei interessante que depois de passar a base dá uma impressão de que não secou e que vai transferir aos montes, mas ao testar com um lenço de papel isso não aconteceu, ela ficou certinha no rosto. A duração também é boa, dura tranquilo umas 5 a 6h.

Antes (cara limpa) e depois de uma camada de base da Alva! 


Minha câmera não é lá essas maravilhas então sofri horrores pra tirar umas fotos de antes e depois que desse pra ver o que mudou, haha. Deu pra ver na foto que a minha pele ficou com uma aparência mais homogênea? Meu nariz e bochechas tem uma vermelhidão chatinha que some quando passo a base! :D

Eu comprei a minha há algum tempo já, em uma promoção da loja Flor de Magnólia, e paguei R$49,00 (e ainda utilizei o meu desconto do cartão Vista-se). Agora a base está mais cara, mas acredito que ainda existe um bom custo x benefício (por ser um produto orgânico e tudo mais). Pra quem se interessar, dá pra achar a base em outras lojas online, como a da Herbia, da Natue, Beleza OrgânicaAlva do Brasil ou da Alva internacional (já comprei produtos lá e chegou direitinho, com frete justo!).

sexta-feira, 13 de junho de 2014

Pastel de farinha de milho ~

Hoje vim trazer uma receita antiga da minha família e super presente em todas as nossas festas juninas: o Pastel de farinha de milho <3

Desde criança eu comia esse pastel na casa da minha vó, lá no sul de Minas, era uma tradição! Sempre fazíamos algumas pegadinhas, como rechear um ou outro pastel só com sal ou encher de pimenta e esperar pra ver quem ia pegar o dito cujo. Na época o recheio que fazíamos era de carne moída, mas descobri que a massa dele é vegana, então foi só adaptar o recheio quando me tornei veg! 

Pra mim essa receita vem com muito gosto de infância e também cheia de saudades da minha avó linda (que faria aniversário hoje)!

Pastéis recheados com carne de soja e batata :)


Ingredientes

  •  300 g de farinha de milho
  •  50 g de polvilho azedo
  •  300  ml (+ ou -) de água fervente
  •  sal a gosto 
Preparo

Colocar em uma vasilha funda, a farinha de milho, o polvilho azedo e uma colher (de café) de sal, misturar bem com as mãos, triturando e misturando os ingredientes. Depois de bem triturados, acrescentar aos poucos a água fervente e ir misturando com uma colher (melhor colher grande de servir  a mesa), ir colocando a água até que toda a farinha esteja molhada (como um angú). Deixar esfriar. Passar óleo nas mãos e começar a sovar  a massa,  misturando bem até que fique homogênea  e boa para abrir.
Prove o sal, se precisar, acrescente mais. Passe óleo nas mãos ou na superfície sempre que precisar para mexer com a massa. Faça as bolinhas, abra a massa, coloque o recheio, feche o pastel e apare as bordas com a carretilha ou um cortador. Fritar em óleo quente. OBS: Se a massa ficar dura, acrescente pequenas porções de água fria e amasse até ficar boa para abrir.

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Brindes da Natural Shop ECO!

Hoje vim divulgar uma loja que inaugurou há pouco tempo: A Natural Shop ECO!
Já dá para comprar os produtos online e, de acordo com a Flávia (membro da equipe da Natural Shop), logo mais chegam mais novidades e produtos por lá! É possível encontrar produtos crueltly-free naturais, orgânicos ou veganos para cabelos, rosto e corpo, além de produtos para casa, incensos e livros.



Recebi alguns brindes da loja: um sabonete vegetal de argila verde e uma loção de andiroba para pernas e pés (ambos da marca Artes dos Aromas). Usei os produtos por um tempo e vou falar um pouquinho do que achei deles.

O sabonete e a loção são veganos! (Também ganhei esse incenso, mas ele contém mel). 



Sabonete Vegetal de Argila Verde


Eu já tinha usado outros sabonetes da Arte dos Aromas, mas nunca o de argila verde (Aliás, esse brinde veio muito a calhar, pois meu sabonete facial tinha acabado há alguns dias e resolvi testá-lo como substituto). Eu gostei muito dele, principalmente por ter argila na composição. A fragrância é cítrica e bem suave. Achei ótimo para limpeza corporal, mas também facial, senti que limpou super bem a pele do rosto, deixando-a sequinha e menos oleosa com o uso ao longo dos dias. Confesso que fiquei com receio antes de usá-lo no rosto, pois tenho a pele mista e não oleosa (que é a mais indicada para o uso de argila verde) e achei que ia ter um efeito meio forte ou ressecá-la. Contudo, achei que ele não deixa aquela sensação de repuxamento após o uso e também não gerou efeito rebote. O preço também é bastante acessível: R$10,00 por 100g (isso dura séculos se usado para limpeza facial!) e pode ser comprado na loja online da Natural Shop ECO.

 Loção de andiroba para pernas e pés


Esta loção é um dos produtos da Arte dos Aromas com certificado de orgânico pela Ecocert. De acordo com a marca, ela contém óleo de Andiroba, Aloe Vera, Manteiga de Cupuaçu e óleos essenciais refrescantes de Menta e Lemongrass. Achei  incrível a refrescância da pele após o uso dessa loção! Em dias mais cansativos, em que andei o dia inteiro, ou após exercícios é ótimo usá-la nas pernas e pés, pois ela dá uma acalmada, além de refrescar bem. Também em dias frios, em que a minha pele fica mais ressecada, senti que a loção deixou a pele super macia e hidratada. Na fragrância é perceptível e bem suave o cheirinho de menta  e lemongrass. A loção pode ser encontrada na loja online da Natural Shop e custa R$34,00 por 250 ml (aliás, tá mais barato do que na própria loja online da arte dos aromas, vale a pena conferir a loja!).


Enfim, eu sinceramente acho muito legal esse aumento de lojas preocupadas com os animais, com o meio ambiente e com produtos veganos, mais naturais e orgânicos. Sou super a favor de incentivar esse tipo de loja! Espero que esse mercado continue a crescer e traga cada vez mais opções de produtos veganos para nós! :)

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Projeto Anjo Vegano ~

O Anjo Vegano é um projeto inspirado em outros programas de tutoria/mentoria já existentes  e que visa ajudar interessados em descobrir o veganismo ter a transição com o auxílio de um voluntário vegano. A ideia é fazer um trabalho de acompanhamento e ajudar aqueles que querem conhecer mais sobre o veganismo a vivenciá-lo com o máximo de apoio. 


Já existia no Paraná um projeto de Anjo vegano do pessoal do ONCA (entidade de defesa  animal) e eles também recebem voluntários através do site do projeto deles. Aliás, vale muito a pena conhecer o grupo ONCA e as atividades que eles realizam por lá!   

Já no estado de SP, o Anjo vegano, com a apoio da SVB-SP, foi lançado no dia 20 de maio e teve a projeção do filme Vegucated. O projeto começou há pouco tempo mas já está recebendo voluntários! Para quem se interessar em ser anjo ou pedir pelo apoio de um, é só entrar em contato pelo facebook deles. Logo mais sairá o site do projeto de SP com com dicas, artigos, receitas, ideias e com dados de SP. Por enquanto podemos acompanhar o projeto via facebook e intagram. Além disso, o projeto pretende levar informações sobre o veganismo por meio das mídias sociais, realizar aulas, palestras e eventos de interação. 

Os dois projetos são parceiros e tem o mesmo objetivo: apoiar quem entra no mundo do veganismo! :)

Eu já estou participando!
Seja você também um voluntário do projeto! 

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Alimentação vegana em viagens aéreas II

Anteriormente, fiz esse post comentando sobre quais companhias aéreas oferecem opções de alimentação vegana à bordo. Hoje vim comentar sobre a viagem que fiz à Portugal e as refeições especiais vegetarianas que recebi ao longo dos vôos  da TAP Portugal (Lembrando que não dá pra pedir esse tipo de refeição no dia da viagem, é preciso reservar com antecedência!). Não fui para lá a passeio, fui aceita para apresentar em um congresso da minha área de pesquisa do mestrado, então o que eu mais tenho são fotos do evento e não das lindas cidades que visitei (mas valeu muito a experiência)! Aqui vão algumas fotos (já aviso que não passei fome at all)!

Jantar do avião na ida para Porto (Portugal). 

Café da manhã do avião! 

Almoço da volta para o Brasil. Lembrando que a Becel amarela não é vegan (!), mas o restante da comida era.

Lanche da tarde. Essa foi uma das melhores saladas de fruta que já comi! 

Jantar do congresso. O congresso oferecia opções para várias restrições alimentares. Pedi na hora da inscrição a refeição vegetariana estrita e recebi esse prato lindo (um pastel com massa sem leite coberto com amêndoas e recheio de legumes). Ao fundo tem o vinho do porto Graham’s (Vegan)
Amêndoas portuguesas, um doce típico de Portugal. Há opções com chocolate que não são veganas, mas encontrei essas que são :D (Ingredientesamêndoas, açúcar, amido de arroz, goma arábica, cera de carnaúba E/903, corante artificial: E/133, E/171, aromas)

Havia um monte de opção de chocolate sem leite por lá. Comprei esses dois para provar. Chocolate com pimenta e laranja (esquerda) e chocolate cru (direita), ambos orgânicos e uma delícia. 
Cidra Somersby (IngredientesApple wine, sugar, concentrated apple juice, carbonation, flavours, citric acid)
Essas fotos são só um exemplo do que achei por lá. Eu gostei muito de todas as refeições que recebi no avião, achei que foram bem variadas e gostosas. No geral tive facilidade em achar algo para comer nas cidades que visitei (Porto, Leiria e Coimbra), pois todo restaurante que nós íamos havia no cardápio alguma opção vegan ou vegetariana passível de adaptações. Algumas vezes também almoçávamos em algum restaurante natural ou veg que encontrei na lista HappyCow. Até mesmo as sorveterias tinham algumas opções de sorvetes veganos (com leite de soja) ou sorbets (feitos à base de água).

Enfim, fui achando que eu ia passar fome e me surpreendi! Comi até dizer chega! :)