sábado, 3 de março de 2012

Protetor solar ~

Recentemente fui atrás de um bloqueador solar vegan. Resolvi então trazer aqui algumas marcas que pesquisei e que dizem ter protetores/bloqueadores vegans:




De acordo com o Guia vegano a empresa Mantecorp (que tem a linha de produtos Episol) é cruelty-free e diz que a glicerina presente nos produtos é vegetal.  No site dá pra ver quais são os ingredientes de cada produto, o que é ótimo. O preço varia entre 45 a 60 reais. Contudo, é bom lembrar que a Mantecorp é uma indústria farmacêutica e o fato de afirmar que não testa seus produtos de maneira vaga não quer dizer que eles não recebam matérias-primas testadas por terceiros ou os produtos finais testados por fora da empresa, afinal, eles vendem medicamentos e sabemos que por lei, infelizmente, não pode ser vendidos no Brasil medicamentos que não são testados previamente em animais. Eu fico com o pé atrás! Além disso, a Mantecorp pertence à Hypermarcas, que é um conglomerado de marcas que se divide em Hypermarcas consumo (que não testa em animais) e Hypermarcas medicamentos (que testa!), então vai de cada um escolher se comprará e contribuirá com essa marca ou não.



A Sol de Janeiro tem um site muito informativo quanto à composição dos seus produtos e deixa bem visível que não realiza testes em animais. Apenas o protetor solar de tatuagem e protetor labial tem cera de abelha nos ingredientes, os demais produtos são veganos (de acordo com o SAC deles)! No site também dá pra você pesquisar os lugares que vendem a marca na sua cidade. O preço varia de acordo com o tipo (creme ou spray) e por FPS, um de 15 fps sai por volta de 35 reais, já o de 50 fps está uns 50 reais. 


A Nasha (que produz a linha Phytoervas) ja respondeu também por SAC ao Guia vegano que só realiza testes in vitro e afirmou na resposta ao meu email que não utiliza ingredientes animais, sendo a glicerina dos protetores de origem vegetal.  O preço do spray é por volta de 45 reais, mas os de creme saem mais em conta, vi até de 25 reais.

Achei que todas as marcas tem um precinho razoável, algumas mais, outras menos. Mas o melhor é que estão fáceis de encontrar, já que vendem em várias farmácias. :)

<Editado> O blog Vegana e Linda traz mais opções de protetores veganos pra quem se interessar :D </Editado>

12 comentários:

  1. Adorei a postagem fundamental nesse calor e sol que estamos tendo...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, eu achava que seria muito difícil achar bloqueador solar cruelty free, e você achou vários. Vou procura-los para comprar *-*

    ResponderExcluir
  3. oi!

    Queria saber se o protetor da marca francesa La Roche é vegan. Por favor aguardo resposta.

    desde já agradeço.

    darlene andrade

    darlene.andrade_@hotmail.com

    ResponderExcluir
  4. Me interessei muito pelo da Phytoervas, o preço tá bem bacana!
    Eu tinha lido em algum lugar que os da Red Apple eram vegans, seria ótimo pois são super baratos e fáceis de achar!

    ResponderExcluir
  5. Nivea adotou os testes em animais recentemente, para entrar no mercado chinês. NÃO COMPREM NIVEA!

    Mantecorp é um laboratório farmacêutico, não é uma empresa de cosméticos. Portanto, se eles não testam o Episol em animais, com certeza testam milhares de outros produtos da empresa.

    Sol de Janeiro é da Granado, cruelty free! Phytoervas também é cruelty free. Além disso, a Natura também tem filtros solares.

    ResponderExcluir
  6. Laroche-Posay pertence à L´Oreal, que testa horrores em animais.

    Para marcas internacionais que não testam em animais: http://www.peta.org/living/beauty-and-personal-care/companies/default.aspx

    Para marcas nacionais que não testam em animais: http://www.pea.org.br/crueldade/testes/naotestam.htm

    É bom ficar de olho. Porque marcas confiáveis, que não testavam, podem, de repente, passar a testar. Como foi o caso da Nivea e da MAC, que, atualmente, testam sim em animais, tudo para entrar no mercado chinês.

    ResponderExcluir
  7. Segundo o site do PEAD, Red Apple é vegan sim.

    Cosinter (cosméticos)
    Marcas: Red Apple, Maxi Belle, Maxi Trat

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, pelo que eu entendi ela não testa, mas não consigo achar no site da marca ou verificar os ingredientes pra saber se ela não tem composição animal nos protetores! :/

      Excluir
  8. Luciana, muitíssimo obrigada pelas informações! estou reformulando esse post e retirando do blog as minhas citações sobre a Nívea, avon e demais empresas que voltaram a testar em animais :(

    ResponderExcluir
  9. http://direitosanimais.com.br/noticias/protetor-solar-vegano/

    E agora? ;/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dilly! Olha, eu sinceramente ficaria com o pé atrás com essa informação. Quando eu fiz a postagem eu não sabia da linha de medicamentos da Mantecorp, então é bom lembrar que a Mantecorp é uma indústria farmacêutica e o fato de afirmar que não testa seus produtos de maneira vaga pelo SAC não quer dizer que eles não recebam matérias-primas testadas por terceiros ou tenh os produtos finais testados por fora da empresa, afinal, eles vendem medicamentos e sabemos que por lei, infelizmente, não pode ser vendidos no Brasil medicamentos que não são testados previamente em animais. Eu fico receosa! Além disso, a Mantecorp pertence à Hypermarcas, que é um conglomerado de marcas que se divide em Hypermarcas consumo (que não testa em animais) e Hypermarcas medicamentos (que testa!), então vai de cada um escolher se comprará e contribuirá com essa marca mesmo ou não, é uma situação meio complicada para veganos :/

      Excluir
  10. Eu queria experimentar o da Phytoervas. Alguém já testou? Como fica a pele depois da aplicação?

    ResponderExcluir