domingo, 10 de fevereiro de 2013

Mais sobre produtos orgânicos ~

Ando me interessando muito por orgânicos, como já deu pra ver né? 
Então lá vai mais um pouco sobre o assunto :)

É importante entender os conceitos vegano e orgânico quando aplicados à cosmética. Um cosmético dito como vegano não contém matéria-prima de origem animal ou utiliza testes em animais (para garantir a segurança do produto), seja em sua versão final, seja nos componentes da fórmula. Já um cosmético  orgânico pode ter ingredientes animais sim, desde que coletados de animais vivos, como mel, cera de abelhas ou lanolina (proveniente da lã de carneiros). E não necessariamente todo produto vegano é orgânico, afinal ele pode utilizar matérias primas sintéticas, ou cultivadas com agrotóxicos e não seguir o conceito  de orgânico. Ou pode ser os dois ao mesmo tempo!

Cosméticos orgânicos não tem uma definição única, muito menos uma legislação que a defina com certeza, mas, são considerados orgânicos aqueles cosméticos que foram desenvolvidos com matérias-primas certificadas por órgãos reconhecidos, como a IBD ou a ECOCERT (que falei no post anterior). Estes, não devem utilizar agrotóxicos em seu plantio, processos químicos que representem qualquer risco à saúde humana, preservantes convencionais e nem serem testados em animais. Eu trouxe a definição do que é considerado orgânico para duas certificadoras diferentes (e mais conhecidas no Brasil) pra mostrar que há alguns detalhes diferentes: 

Maiores explicações no site da IBD


Maiores explicações no site da Ecocert


 Há também algumas divergências quanto ao uso de matéria-prima animal, pois a IBD afirma que se este produtor usar ingredientes animais na composição, esta deve ser somente aceita quando obtidos como subprodutos (mel, cera de abelha, lanolina e leite), sendo proibido o sacrifício de animais para obtenção de matérias-primas. Já a Ecocert diz que matérias-primas extraídas de animais vivos ou mortos são proibidas e que algumas matérias-primas animais produzidas naturalmente (penso como exemplo a cera de abelha), desde que não sejam extraídas de seu organismo (aí exclui-se o leite ou a lanolina), são autorizadas e submetidas a restrições (voltando ao exemplo, uma cera de uma criação orgânica de abelhas seria considerável  para a Ecocert). 

Aqui vão algumas lojas que vendem produtos orgânicos:


Então, sempre leiam os ingredientes (procurem selos de certificadoras veganas) e vejam a procedência dos ingredientes antes de comprar o seu produto orgânico. Para nós veganos, é um pouquinho além disso, né? :)

Fontes: IBDEcocert, Gorgeous skin.

4 comentários:

  1. Oi Jess!

    Muito legal o seu post. Uma pena que os produtos orgânicos não sejam tão acessíveis ainda. Mas espero que essa realidade mude em breve e que seja proibido o uso de agrotóxicos e de ingredientes nocivos à nossa saúde.

    ResponderExcluir