terça-feira, 27 de agosto de 2013

Lasanha com queijo Tofutti ~

Depois que descobri que já tinha em São Carlos os queijos vegetais da Tofutti corri pra comprar e experimentar. Apesar de amar outros queijos vegetais (como o Mandiokejo <3) eu gosto muito de provar novas opções! E como esse fim de semana eu estava super inspirada para cozinhar, juntei o útil ao agradável e fiz uma lasanha de proteína de soja à bolonhesa com o queijo da Tofutti! 

Sim, o "queijo" derrete  <3
Comprei um pacotinho da "mussarela" deles curiosa pra saber se o mesmo derretia igual a mussarela animal e fiquei super feliz quando tirei a lasanha do forno com ele todo derretidinho por cima! Fiquei apaixonada por esse queijo! Até o gosto me surpreendeu, fui esperando um gosto de soja ou de tofu bem presente, mas não achei que tinha não, na verdade, é o queijo com gosto mais semelhante com a mussarela que eu já provei, até assustei no início.

O único porém ao meu ver é o preço do bendito. Paguei R$18,00 em um pacote de 227g. Não conseguirei ficar comprando assim, mas pra fazer algumas receitas acho muito válido usá-lo! Aqui em São Carlos achei na Mundo Verde! Agora, quem preferir queijos vegetais com maior custo x benefício, a melhor opção é fazê-los em casa mesmo (no grupo de Receitas Veganas há muitas opções!) ou comprar o Mandiokejo, já que um pacote de 500g do preparado em pó sai R$20,00 e rende até 3kg. 

sábado, 24 de agosto de 2013

Strudel de maçã ~

O Strudel (ou também conhecido como Apfelstrudel) é uma receita originada na Húngria e muito presente na culinária austríaca e alemã. Nada mais é do que uma massa bem fina com recheio (folheada ou não) e é uma delícia! Provei muitos anos atrás e aí me veio uma vontade de fazer a receita pra comer novamente, mas agora na versão vegana! Daí iniciei uma saga procurando massa folhada vegana, que pelo que vi, não existe (pois as massas prontas levam margarina ou manteiga), então só fazendo mesmo. 

Existe a possibilidade de se usar a massa Fillo (utilizando 3 folhas da massa unidas por óleo ou creme vegetal), pois esta não contém nada de origem animal (vide aqui), mas é difícil de encontrar onde eu moro, então resolvi eu mesma fazer a massa folhada indicada no VegVida. Preferi fazer a versão mais saudável da massa folhada, que usa amido de milho no lugar de gordura/creme vegetal pra montar as camadas. Bom, vamos ao que interessa né? 

A massa fica igualzinha massa folhada, mas sem a gordura que a outra tem!  :)


Ingredientes:

Massa folhada

1/3 xícara de óleo
2/3 xícara de água
1 colher (chá) sal
2 xícaras (chá) farinha de trigo
1 colher (chá) de fermento químico (não usei na minha massa e deu certo tbm)  
Quanto baste de amido de milho

Recheio

2 maçãs sem cascas picadas
1 pitada de canela
açúcar, uvas passas, blueberry e nozes a gosto
suco de 1/2 limão

Preparo:

Misture água e óleo e leve ao fogo. Em uma tigela, misture a farinha de trigo com o sal e o fermento químico. Escalde com os líquidos ferventes. Misture bem a massa com uma espátula; assim que esfriar um pouco trabalhe com as mãos até obter uma massa homogênea e deixe-a na geladeira por 30 minutos (até esfriar). Abra com a ajuda de um rolo sobre uma superfície levemente polvilhada com amido de milho.Abra a massa numa espessura fina. Cubra a massa com uma boa camada de amido de milho e comece a enrolar, como um rocambole. Abra com um rolo primeiro no sentido do comprimento e depois aumentando a largura. (É bem mais fácil seguir a receita olhando pelas fotos do site do VegVida). Feita a massa e já aberta em uma espessura fininha comece a rechear. Coloque o recheio e salpique farinha de rosca (serve para absorver a umidade produzida pela maçã). Enrole e coloque em uma assadeira untada com óleo. Leve ao forno pré-aquecido, por 30 a 40 minutos ou até dourar. Servir ainda quente com sorvete (usei o sorbet de amora da marca Le Naturalle)!

(Tomei como base para a montagem esse vídeo do blog Vegetariano come o quê?)

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Absorventes ~

Assunto um tanto problemático no veganismo, já que por lei as marcas de absorventes vendidas no Brasil necessariamente testam em animais (a não ser alguns exemplos de produtos importados que irei trazer aqui), mas consegui achar algumas marcas de absorventes sem crueldade e sem matéria prima animal :)

Absorventes comuns


Das marcas mais acessíveis no Brasil não achei nenhuma que não pertencesse às grandes empresas que testam, mas pra quem prefere este tipo de absorvente comum, há como comprar de marcas importadas em lojas online, como a Natracare (tem no site dizendo que não testa em animais e o selinho da Vegetarian Society) e a  Fiordiluna (da empresa italiana Baulevolante, que não testa em animais desde 1998). Ambas as marcas produzem absorventes 100% algodão orgânico certificado, hipoalergênicos e 90% biodegradáveis. Sem cloro, aglutinantes químicos nem fragrâncias sintéticas. 

É possível encontrar os abosrventes da Fiordiluna nas lojas  VegdeMarca (Brasil), Centro Vegetariano (Portugal) e  Efeito Verde (Portugal). Já a Natracare pode ser comprada no Iherb ou na Veganessentials. O preço varia entre R$8 a R$10 reais o pacote com 14 absorventes.


Tampões



Natracare e Fiordiluna fabricam também tampões pra quem prefere usar este outro tipo de absorvente. 100% algodão biológico certificado, sem cloro, branqueadores, perfumes, fibras artificiais nem produtos químicos e sintéticos. E aquele mesmo esquema, compra online! O preço vai de R$7 a R$17 o pacote.

Ecoabsorvente/Bioabsorvente

Reprodução: Morada da Floresta
Um outro tipo de absorvente (bem mais ecológico do que os citados até agora, pois é reutilizável) que está crescendo no mercado vegano são os Ecoabsorvente e os Bioabsorventes. A proposta é a mesma, utilizar uma opção mais ecológica durante a menstruação, evitando o descarte e aumento de lixo. Os Ecoabsorventes são peças únicas, prontas para usar. Contém a camada interna de algodão e a camada externa de microsoft que garante uma impermeabilização mas respirável. Nos bioabsorventes você troca ou adiciona mais toalhinhas internas nele. Diferente do Bioabsorvente, o Eco tem a toalhinha interna já fixa. Vem em vários tamanhos e para diferentes tipos de fluxo!

Já vi blogueiras que compraram e falaram mais sobre isso (pra quem se interessar), como a Carla do Testando com Carla, a Dora do Beleza mais Verde e a Yumi do Projeto Beleza Saudável

É possível comprar esses absorventes na loja Morada da Floresta ou Arte-Mísia (que são cruelty-free). Há kits com alguns absorventes (e as vezes um coletor junto!) e saem por volta de R$70 a R$100. Lembrando que são laváveis e reutilizáveis, então um bom dinheiro será economizado aí ao longo do tempo, né? 

Coletores menstruais

Reprodução: Revista TPM
A alternativa mais ecológica ever eu acho que são os coletores menstruais. Tem uma proposta ótima e só vejo elogios de quem já o utiliza! Porque eu acho ele mais ecológico? Vamos a alguns dados: Uma mulher menstrua por aproximadamente 39 anos. Isso significa cerca de 500 ciclos em sua vida. Hoje, 24 milhões ou 40% das mulheres brasileiras em idade fértil usam absorventes descartáveis. Cada uma dessas mulheres vai jogar fora 125 a 150 kg, ou uma média de 15.000 absorventes descartáveis em sua vida (Fonte). Agora, ao usar o coletor você reduz drasticamente a quantidade de lixo produzido, visto que ele é reutilizável e tem uma validade entre 5 a 15 anos (depende do uso, se mantido corretamente), diferente das 4 horas recomendadas no uso de absorventes descartáveis. Um único coletor menstrual substitui cerca de 5.000 absorventes descartáveis.

Feitos de silicone, sem amaciadores, látex, bisfenol ou ftalatos. Pode ser usado sem medo por até 12h seguidas, você economiza e muito ao comprá-lo (pela validade longa), tem várias opções de marcas pra se comprar e todas cruelty-free!  A Eliana já comentou sobre o coletor no Vegana e Linda e a Vivi no SOS Vegan

Dá pra comprar online pelas marcas:  Diva CupMoon Cup, Me Luna, Green Donna, Miss Cup, Lunette, Arte-mísia ou Lady Cup. O preço varia entre R$60 à R$90, dependendo da marca. É um preço considerável, mas se você colocar no papel verá que economizará litros se comparado aos absorventes comuns!

Agora é só escolher qual tipo você prefere ou se adapta melhor naqueles dias :)

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Resenha: Desodorante de Baunilha e Laranja da Alva ~

Depois de muita procura e dar de cara com "esgotado" em  várias lojinhas online, consegui finalmente comprar o meu tão desejado desodorante de baunilha e laranja da Alva! Coloquei junto na minha compra da Alva britânica pra aproveitar o frete e tudo mais. Sou apaixonada por baunilha, principalmente em produtos corporais e esse desodorante já me ganhou desde o começo só pela fragância mas também correspondeu lindamente com as minhas expectativas!  <3

Composição: aqua, aloe barbadensis, citrus aurantium dulcis fruit water, sodium chloride, potassium alum, polyglyceryl-10 laurate, symphytum officinale extract, glycerin, xanthan gum, parfum (de origem natural), bisabolol, potassium sorbate, limonene, geraniol, linalool.

O que achei:  O cheirinho de baunilha é super pronunciável nele, mas não chega a ser forte! Assim que passo o cheiro fica bem presente, mas algum tempo depois vai ficando mais suave e mais tarde até mesmo imperceptível, mas não deixa de fazer efeito! A secagem é consideravelmente rápida (cerca de 2 minutos após a aplicação), não deixa resíduos nas axilas, não marca as roupas ao longo do uso e segura muitíssimo bem o odor (e olha que faço musculação!). Ainda, senti uma melhora na quantidade de suor, mesmo após exercícios pesados. Ao meu ver o desodorante realmente cumpre o que promete! Passo somente duas vezes ao dia e ele dá conta do recado o dia todo (inclusive em dias quentes). Por não conter álcool senti que ele não arde a axila, nem mesmo após a depilação (uso o depilador elétrico da Phillips). 

Por fim, este já é o meu desodorante preferido, além de ser uma ótima opção com ingredientes mais naturais e orgânicos! O preço não é do mais amigos, custa cerca de R$39,00 (lembrando que sócios do clube vista-se tem desconto em várias lojinhas online!), mas considerando a eficiência e duração do produto, que ao meu ver é muito melhor do que outros desodorantes comuns,  acredito que compense o gasto! 

Onde comprar: Alva storeFlor de MagnóliaBeleza Orgânica; Vitapura.

Pra quem quiser ver mais opções de desodorantes, falei alguns exemplos aqui!
Obs: Só lembrando que essa resenha é baseada na minha opinião, avaliada na minha cidade/clima específico, de acordo com o meu gosto e corpo. Pode ser que o mesmo produto não tenha resultados iguais em outras pessoas e lugares ok? :)

sábado, 10 de agosto de 2013

Produtos de limpeza ~

Apesar do mercado estar se voltando mais para a produção de produtos veganos, no quesito limpeza ainda são poucas as marcas voltadas para esse público. Como, infelizmente, não temos tantas empresas 100% veganas no Brasil, leia sempre a embalagem e confira se o produto ainda é vegano, mesmo os que estão aqui listados, pois podem sofrer alterações na formulação. Bom aqui vão algumas dicas de produtos para este fim! Qualquer informação incorreta ou novidade me avisem, por favor!




Além de não realizarem testes em animais, os produtos Milão têm ativo 100% vegetal, ou seja, não contêm nenhum componente de origem animal, de acordo com a empresa. Tem produtos como Lava-louças, sabão de coco em pó, sabão de coco líquido e sabão de coco em barra. A empresa afirma ainda que todos os produtos são fabricados sem a utilização de glicerina vegetal e que são feitos com o óleo puro de coco. Os produtos podem ser encontrados em poucos locais físicos, como São paulo (capital),  Campinas e em algumas cidades da Bahia.




A Amazon pertence à Gtex Brasil, que afirma que em nenhum momento a linha de produção faz testes em animais dos produtos e que na fórmula de toda a linha Amazon somente é utilizado matéria prima de origem vegetal, como o babaçu ou coco. Os produtos disponíveis pela Amazon são: lava-louças, sabão em pó, sabão de coco em barra e amaciante. Já usei o amaciante e o sabão em pó e achei ótimo tanto a eficácia quanto o preço! No site da Amazon tem como pesquisar a sua cidade e checar os locais de venda dos produtos! 




Através do SAC da Ypê, disseram que a marca não testa em animais, porém os seguintes produtos tem ingrediente de origem animal: Amaciantes, Sabonetes e Sabão em barra Glicerinado. Contudo, os detergentes, lava-louças, lava-roupas e sabão em pó são isentos de ingredientes animais. São bem mais fáceis de encontrar em supermercados e tem um preço bem acessível!




Pertencente à Cassiopéia, a empresa Biowash tem bem descrito em seu site que não faz testes em animais e afirma que os seus produtos são 100% naturais, com matérias primas vegetais, certificados pelo IBD (com o selo de “Produtos Naturais”) e não contém nenhuma matéria prima de origem animal. Vende produtos como Desengordurante, Lava Louças, Lava Roupas, Limpa Banheiro, Limpa Vidros e Multiuso. Podem sem encontrados na loja virtual da Biowash e em algumas cidades pelo Brasil. 

UFE 



Também pertence à empresa Gtex Brasil (que não testa em animais) e tem produtos veganos, como o Sabão de Coco em barra, Sabão de Coco em Pó, Sabão de Coco em Pasta. Dá pra ver os ingredientes destes produtos citados aqui. Podem ser encontrados onde tem supermercados Pão de açúcar ou em lojas virtuais como a Hippo.


Pertencente à empresa Ingleza, que tem em suas embalagens a informação 'não testamos em animais' e que respondeu por SAC que não utilizam ingredientes animais em seus produtos e os produtos que levam a terminologia de “dermatologicamente testado” são produtos que passaram por testes nas condições reais de uso por pessoas e monitorados por médicos dermatologistas. Também mais fácil de encontrar em supermercados maiores (aqui tem uma lista de cidades para você procurar) e com o preço semelhante às marcas que testam em animais.




A Búfalo está na lista da PEA indicando que não testa seus produtos em animais e por SAC me respondeu reafirmando que é cruelty-free e que não contém glicerina, amônia, lanolina e demais derivados animais na composições de seus produtos. Oferece várias opções, como água sanitária, amaciantes, alvejantes, desifetantes, multiusos, removedores, limpa-vidros, querosene, soda cáustica e produtos de limpeza pesadaAqui dá pra ver a composição de grande parte dos produtos da marca, através da ficha de informações de segurança. É bem fácil de encontrar em supermercados e com um bom preço!

Receitas Caseiras

Ultimamente muitos veganos acabem utilizando receitas caseiras de produtos de limpeza, geralmente com itens de fácil acesso como limão, vinagre, bicarbonato de sódio e água. São receitas simples de produtos de limpeza naturais e biodegradáveis. Além de serem também muito eficientes, fáceis e mais baratos que os produtos convencionais. Aqui vai uma cartilha da Rede Verde com algumas dicas de receitas:

Clica que aumenta! :D
Obs: Achei essa loja online que vende vários produtos de limpeza em Portugal, caso alguém se interesse: Loja Vegetariana.
Obs 2: Por indicação da Vivi do SOS Vegan existe também o sabão de coco Icaraí, fácil de encontrar em mercados menores, da empresa DM que não testa!

Fontes: Shopping da limpeza, SAC vegano, Veganismo.org, PEA.